Resenha: Extraordinário - R.J. Palacio

   Vocês com certeza já viram essa capa diferente em alguma livraria ou alguém pela internet falando sobre esse livro. Muitos me dizem que acham essa capa feia, mas desde que a vi fiquei curiosa para saber o que ela significava de verdade. Extraordinário é o livro de estréia da R. J. Palacio, com 318 páginas, lançado pela editora Intrinseca.

"August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros."

   Se eu tivesse que resumir esse livro em apenas algumas palavras, diria leve, bonito, encorajador e esperançoso. Pela própria sinopse já dá para saber que é um livro sobre superação, nesse caso do preconceito perante o diferente.
   O Auggie é um menino muito doce que desde sempre, por ter nascido com uma deficiência super rara e precisar de muitos cuidados e atenção, foi super protegido pelos pais. Ele também tem uma irmã, a Via, que ao começar a entrar na adolescência, começa a sentir um pouco da falta dos pais, por desde o nascimento do Auggie, a atenção ser basicamente voltada para ele.
   Ele sempre estudou em casa com a mãe que ensinava a ele tudo o que podia, até que os pais dele começam a pensar na possibilidade de colocá-lo em uma escola regular. Ele fica um pouco relutante com a ideia, pois já o incomoda bastante ter sempre olhares diferentes quando sai a rua e ele sabia que ir para a escola não seria nada fácil, mas depois ele acaba aceitando e começa a estudar na Beecher Prep, onde ele não conhecia ninguém.
   O diretor desse colégio elege três alunos para serem colegas do Auggie, para facilitar a adaptação dele ao novo ambiente escolar. Charlotte, Julian e Jack Will são os selecionados, mas isso ainda dá muita confusão no decorrer da história. Não quero liberar spoilers, mas o Julian vai ser aquele típico menino riquinho educado na frente dos adultos, mas um tremendo malvado com o Auggie quando eles estão entre crianças.
   No decorrer da história, Auggie vai passar por alguns problemas (não ignorem a Daisy, a cachorrinha da família, ela será muito importante para o August) bem como seus amigos e sua irmã. O livro tem um final bem esperando, porém fofo e reconfortante.
   Acho as ilustrações desse livro muito bonitas, assim como a capa (e a cor que me lembra A culpa é das estrelas <3). A primeira e a última página são com esses rostinhos que eu acho uma graça.
   O livro é separado por partes, e nessas partes, tem vários capítulos. Cada parte é contada por um personagem diferente, o que é muito interessante, porque mostra várias visões diferentes de uma mesma situação. E na abertura de cada parte, além de uma imagem e do nome do personagem narrador da vez, também vem com uma citação. Gostei muito disso!
   O livro é bom, mas de leitura bem leve e rápida. Recomendo a leitura para desde as meninas mais novinhas de 10, 12 anos até as mais velhas. Você vai com certeza se apaixonar pelo menino inteligente e corajoso que o Auggie é :)

   Espero que tenham gostado.
   Um beijo!

3 comentários:

  1. eu tenho uma curiosidade imensa de ler esse livro, e a capa realmente lembra a culpa é das estrelas, muito lindinha e fofinha, só a sinopse já me deixou encantada, adoro histórias assim de superação, e lendo a sua resenha me deu mais vontade de ler..
    beijãão
    http://chooreiglitter.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Karina, que você não vai ser arrepender! :D
      Beeeeijos

      Excluir
  2. aah já estou te seguindo .. *-*
    http://chooreiglitter.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir