Compartilhando: Abra a Janela - Bruna Vieira


   Olá, meninas. A correria da faculdade começou e prometo tentar continuar postando frequentemente, ok? Como vocês já devem ter me visto falando em vários posts por ai, eu adoro ler e tem textos que eu me identifico demais, isso acontece com vocês também?
   Bom, pensando nisso, e pensando também que podem haver várias meninas que ainda não conhecem certo texto ou certo autor e que talvez precisem ler algo para ajudar a passar por alguma situação, vou postar aqui no blog sempre que achar algum texto legal, para que vocês, assim como eu, possam passar o tempo lendo coisas boas, se inspirando, se distraindo e talvez até se divertindo (porque não?).
   O primeiro texto escolhido é um da Bruna Vieira (jura? haha) que está no primeiro livro dela, o Depois dos Quinze - Quando Tudo Começou a Mudar, e vocês também podem encontrar no blog (aqui). Leia abaixo:

Abra logo essa janela e deixe o vento de fora entrar. Esqueça o que dói e sinta o que acalma. Abrace forte quem você tem, não só quem você acha que ama. Escreva uma carta de amor e mande para o seu endereço. Veja só, finalmente uma boa notícia, você sempre terá você.
Já é tarde e as flores caíram, eu sei, mas todo mundo sabe que o outono também tem seu charme.
Não seja egoísta vai, deixe o mundo te conhecer. Bagunce o guarda-roupa, seja indecisa, vista suas peças prediletas. Assim como os seus sentimentos, elas nem precisam combinar ou fazer algum sentido. Isso é você.
Não viva a vida de ninguém além de você. É desperdício de tempo, e esse, não tem como comprar na farmácia da esquina. Perdoe alguém antes de pedir perdão. Tire a poeira da palavra amor todos os dias pela manhã, mas não esqueça de todo o resto. Guarde  suas inseguranças em uma pequena caixa. Use-a para acalçar seus sonhos.
Olhe para o céu com a certeza de que mesmo com sol, as estrelas sempre estarão lá. Acredite em mim, no mundo, alguém sempre vai estar esperando por você. Não com medidas exatas de uma outra metade, mas com um sorriso e um abraço forte para aqueles dias difíceis de estômago vazio e cabeça cheia. Anote aí: as pessoas nunca nos entendem por completo. E, ainda assim, talvez a graça desta vida seja tentar encontrar alguém que consiga.
Um beijo!

2 comentários:

  1. Não conhecia esse texto Patrícia! Boa sorte na faculdade! Beijos

    http://corujicesnomundo.com.br

    ResponderExcluir